ESPECIAL! Top 5 contratações mais frustadas de 2009!

Frutos de altos investimentos dos clubes, alguns jogadores fracassaram e não corresponderam ao status de “reforço” na temporada de 2009. Alguns foram apresentados com pompa, como Emerson, no Santos; outros chegaram como contratação de risco, como Gil, no Flamengo. Confira as cinco contratações mais frustrantes. Outras ficaram de fora, como o equatoriano Bolaños, que não vingou nem no Santos nem no Internacional, mas poderiam muito bem entrar na lista.

CONFIRA 5 CONTRATAÇÕES NACIONAIS FRUSTRADAS NA TEMPORADA

1. Souza no Corinthians
O atacante foi contratado a peso de ouro pelo Corinthians, que venceu concorrência com o Santos. O time de Parque São Jorge gastou R$ 7 milhões para a aquisição do atleta. A esperança era de que ele repetisse exibições da fase no Flamengo, servindo como “sombra” de Ronaldo. A relação custo-benefício, porém, não foi nada boa. Souza marcou apenas seis gols em 38 partidas disputadas, sendo preterido por outras contratações muito mais modestas, como Bill e Henrique.

2. Mozart no Palmeiras
Aposta do técnico Vanderlei Luxemburgo, que o comandou nas Olimpíadas de 2000, Mozart acertou com o Palmeiras para suprir carência no meio-campo, mas a ideia furou. A passagem do atleta pelo Palestra Itália foi meteórica, a ponto de muitos torcedores não se recordarem de sua chegada. Fora de forma, Mozart perdeu pênalti na decisão contra o Sport pela Libertadores e ficou encostado no clube até ser transferido para o futebol italiano.

3. Emerson no Santos
O Santos preparou enorme festa para recepcionar o volante Emerson. O evento foi bonito, reunindo ex-volantes que fizeram história no clube. A festa, porém, parou ali. Uma lesão muscular fez Emerson atrasar em mais de três semanas sua estreia no time. Neste tempo de recuperação, Emerson precisou se justificar à imprensa após insinuações de que teria ingerido bebida alcoólica na ‘balada’. Em campo, o veterano sequer teve tempo para ser avaliado. Foram apenas seis jogos disputados. Uma fratura na tíbia fez com que ele pedisse rescisão contratual.

4. Gil no Flamengo
Desde que deixou o Corinthians, em 2005, Gil nunca mais conseguiu destaques semelhante em outros clubes. E não foram poucos os que tentaram “ressuscitar” o atacante: Verdy Tókio, Cruzeiro, Gimnàstic (ESP), Inter e Botafogo. Coube ao Flamengo a missão de tentar findar a longa fase ruim de Gil. O acerto ocorreu em setembro, em pleno Brasileirão. O resultado não foi nada animador: Gil disputou apenas uma partida, sendo descartado de vários jogos após efetivação do técnico Andrade.

5. Alex Mineiro no Grêmio
Alex Mineiro chegou ao Grêmio com a esperança de repetir os números do Campeonato Brasileiro de 2008, quando marcou 19 gols, ficando atrás apenas de Kléber Pereira, Washington e Keirrison. No Olímpico, porém, o centroavante não foi o mesmo. Ficou para trás devido a uma legião de outros atacantes: Maxi López, Herrera, Jonas e Perea. Ofuscado, decidiu retornar ao Atlético-PR em julho, durante o Nacional, onde figurou na reserva. Foram apenas dois gols neste Brasileiro: um pelo Grêmio e outro pelo Atlético-PR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: